Buscar
  • Tatyana Elisan Bonamigo Mazzioni. CRP-12/04754

4 dicas para organizar o seu consultório de Psicologia.

Atualizado: Ago 4


Nem sempre é fácil para o Psicólogo montar o seu consultório, para fazê-lo é necessário além de MUITO conhecimento de psicologia, um pouco de conhecimento sobre contabilidade, administração, arquitetura, atendimento ao cliente, publicidade, etc. Segue algumas informações e sugestões que podem auxiliar quem está montando o seu consultório ou que tenha interesse em mudar algo nele.

1) PESSOA FÍSICA (PF) OU PESSOA JURÍDICA (PJ)

Quando o psicólogo inicia o seu trabalho ele precisa registrar-se junto a prefeitura da sua cidade. A primeira decisão a ser tomada é se ele se registrará como pessoa física ou jurídica.


O Psicólogo autônomo é uma pessoa física que exerce por conta própria atividade econômica de natureza urbana, com fins lucrativos, sem relação de emprego (vínculo empregatício) e assumindo seus próprios riscos. O Psicólogo registrado como Pessoa Física emite recibos indicando o seu CPF e, depois, paga seu imposto de renda mediante um procedimento chamado ‘livro caixa’.

O livro caixa nada mais é do que um controle no qual o profissional registra – sempre que possível com a ajuda de um contador – todas as receitas e despesas profissionais de um determinado mês. Mas é preciso tomar cuidado, pois só podem ser consideradas despesas profissionais aquelas relacionadas com o exercício de sua profissão e que estejam autorizadas pela Receita Federal. São exemplos de despesas profissionais: aluguel, condomínio, energia elétrica, telefone, água e material utilizado no exercício da profissão.

A pessoa jurídica é uma empresa criada com uma finalidade específica, como prestação de serviços, administração, produção e comercialização de produtos. Enquanto o CPF vale para os cidadãos o CNPJ é o número de inscrição da empresa (pessoa jurídica) ao nascer para a Receita Federal. O número é intransferível. São pessoas jurídicas as empresas com um ou mais sócios, do tipo LTDA ou S.A. (sociedade aberta) e portadores de MEI (Micro Empreendedor Individual). Se o Psicólogo escolher abrir uma empresa e emitir notas fiscais com CNPJ para seus pacientes, a empresa paga impostos de uma maneira diferente.

Se você deseja montar uma clínica, centro ou instituto esta é a melhor opção, pois na pessoa física geralmente não é permitido um nome fantasia além daquele da pessoa física. Para a constituição de pessoa jurídica é necessário ter um profissional da contabilidade assessorando. Se você está iniciando o seu trabalho provavelmente a opção mais interessante seja começar como Pessoa Física. Se você tem dúvidas, o melhor profissional para analisar a opção mais adequada ao seu caso é o contador .

Para ter uma ideia segue uma simulação das despesas com impostos nos dois casos:

Pessoa Física - Para um profissional autônomo, que emita recibos com seu CPF e registre no livro caixa (rendimento bruto mensal de R$ 7.500,00 menos as despesas dedutíveis de R$ 1.500,00 equivale a um rendimento líquido de R$ 6 mil mensais ou R$ 72 mil anuais), o IRPF a pagar no ano seria de R$ 10.313,09, ou o equivalente a 11,45% do valor dos recibos emitidos (12 x R$ 7.500,00 = R$ 90 mil. Em outras palavras, profissionais com rendimentos líquidos equivalentes à R$ 6 mil mensais, acabam pagando 11,45% de impostos. Temos ainda o INSS que pode variar de de R$ 187,40 (sobre o mínimo) até R$ 1.106,26 (sobre o teto) que são pagos mensalmente.

Pessoa Jurídica - Em 2018 muda um pouco a forma de constituir empresa para Psicólogos. Segue aqui uma simulação dos encargos mensais no simples nacional com um pró-labore de 5.702,78 e faturamento de 4.000,00 iniciais :

INSS ................ 608,44

IRRF................ 531,58 (poderá retornar na declaração de ajuste anual)

Imposto.............620,00 15,50% sobre a emissão de notas ( exemplo 4.000,00) a partir do terceiro ou quarto mês a alíquota cai para 6%

Total de imposto mensal............. 1.760,02

2) O LOCAL

Uma decisão importante é se você montará o consultório sozinha(o) ou com mais pessoas. Quanto maior o número de pessoas maior o cuidado com a organização do espaço, desde o formato da sala de espera até a acústica entre as salas. É considerado neste texto que muitos de nós quando começam profissionalmente tem poucos recursos financeiros para investir na estrutura do consultório, mas aqui será colocado o que se considera o ideal.

Acústica: uma questão muito importante são os cuidados de isolamento acústico entre as salas. Geralmente as divisórias são feitas em gesso acartonado e para oferecer isolamento acústico as empresas oferecem as mantas ou lãs dentro desta parede. Estas mantas não ajudam no nível necessário para as especificidades da nossa profissão. Se possível faça uma parede dupla, com placas duplas de gesso e que as mesmas sejam reforçadas com mantas para além do habitual que as empresas colocam. Peça para a empresa também colocar as fitas de isolamento que ficam entre a parede e o chão, pois o som se propaga muito pelo piso.

Outro vilão do isolamento acústico são as portas, talvez o maior deles. Portas maciças e com boa borracha de vedação podem auxiliar. Atualmente existe um sistema bem interessante que veda o espaço que fica entre o chão e a porta, ele é acionado quando a porta é fechada. Uma opção é colocar muita lã de vidro ou de rocha dentro da estrutura das portas ocas. Ter um rádio na sala de espera ou no corredor também pode evitar que qualquer som dentro do atendimento seja ouvido externamente.

As questões de acessibilidade também precisam de atenção, as regras mudam muito de cidade para cidade. Lembre-se que muitas vezes atendemos pacientes que sofreram acidentes ou que por outras questões podem usar cadeiras de rodas. Procure analisar esta questão quando for escolher o imóvel para evitar o constrangimento do paciente não conseguir chegar até seu consultório.

Sala de Espera: Geralmente o psicólogo não tem secretária e não há um acúmulo grande de pacientes que aguardam na sala de espera devido ao tipo de agendamento, então é possivel ter uma sala de espera pequena.

Sala de atendimento: Primeiro é necessário pensar quais os tipos de atendimento que você irá realizar. Se for atender casais ou famílias é necessário, além da sua poltrona, ter pelo menos mais duas que acomodem um casal. Uma opção interessante é ter puffs para serem usados eventualmente.


Se você for atender crianças é necessário organizar o espaço de forma que ele fique alegre e funcional. O trabalho do Psicólogo com crianças envolve atividades de escrita, desenho ou lúdicos, por isso uma mesa infantil é fundamental. As vendidas em lojas geralmente são feitas apenas para a criança usar, por isso elas tem pouca altura para acomodar as pernas de um adulto, muitas vezes o profissional senta com as pernas de lado. Depois de alguns atendimentos pode-se ficar desconfortável com esta posição. É indicado mandar fazer ou adaptar a mesa para ela ficar em uma altura que possibilite colocar as pernas embaixo, como na imagem abaixo.


É necessário proporcionar um ambiente aconchegante para o paciente, com poltronas confortáveis, que "abracem" o paciente e que todas sejam da mesma altura. Busque verificar antes de comprar a altura das poltronas, pode haver diferenças de altura entre elas e na hora de sentar deixar o paciente e o terapeuta não alinhados. A disposição "dez para as duas" das poltronas também é importante para o paciente não se sentir confrontado ou desconfortável. A distância entre as poltronas também é importante, se deixar muito longe o atendimento fica distante e não aconchegante. Poltronas muito próximas também podem ser intimidadoras ou desconfortáveis, uma sugestão é uma distância de 1,20 ou 1,30 metros entre as poltronas.

As cores neutras ajudam a deixar o ambiente confortável, um toque do gosto do terapeuta também pode ser uma forma de deixar o consultório e o psicólogo mais "próximos". Paredes com pinturas diferentes são uma forma barata e que tem um grande efeito. Papéis de parede também podem deixar o ambiente agradável, só evite colocá-los no campo visual do paciente enquanto ele está em atendimento, pois pode atrapalhar a sua atenção ou cansar visualmente. Tapetes aquecem e deixam o ambiente mais aconchegante e luminárias deixam a iluminação mais suave e agradável para o paciente. A forma de cuidar e organizar o consultório é uma forma do Psicólogo demonstrar atenção com paciente, independente do quanto será investido financeiramente, pois há ótimas opções com diferentes valores.

3) A DIVULGAÇÃO

A principal forma dos pacientes chegarem até o profissional é através da indicação de pessoas que já foram atendidas por ele, de seus colegas de profissão ou de outros profissionais que conhecem o seu trabalho. O currículo é também um grande definidor na decisão de um paciente buscar pelo atendimento clínico, por isso é essencial , desde o incio da carreira, estar participando de cursos e eventos que o qualifique.

Montar uma logomarca para seu consultório pode melhorar a sua apresentação, ela também seria aplicada no seu cartão de vistas, materiais gráficos, redes sociais, etc. A logo associa uma imagem que remeterá ao seu trabalho. Na internet há lugares que montam gratuitamente logomarcas ou é possível contratar um profissional para fazer este trabalho. Alguns sites que montam logo:

https://www.freelogoservices.com/pt

https://www.logaster.com.br/

https://pt.onlinelogomaker.com/

Os pacientes também podem visualizar o seu trabalho na internet, que hoje é um dos principais instrumentos de busca que temos. Existem vários sistemas de busca e que dão acesso a diferentes níveis de informação.

Google Meu Negócio: você aparece para pessoas que estão procurando Psicólogos na Pesquisa Google ou no Google Maps na sua cidade. Existem versões pagas e versões gratuitas. Para se cadastrar clique aqui.

Telelistas: as pessoas encontram no TeleListas.net telefones e endereços de empresas, serviços, produtos, profissionais e pessoas. Quem digitar nos sistemas de busca Psicólogo em (sua cidade) o Telelistas geralmente é a segunda opção que aparece nos resultados, ele tem a versão gratuita e versões pagas. Para cadastrar seu dados profissionais gratuitamente clique aqui.

Crie seu site: Outra forma de divulgar seu trabalho e currículo é montando um site, hoje existem diversas opções para montar de forma fácil e gratuita. Algumas opções:

https://www.webnode.com.br/

https://www.site.com.br/site-gratis/

https://pt.wix.com/

https://www.yola.com/pt-br

Primeiro pense qual será a finalidade do seu site. Lembre-se de criar um site organizado, que esteticamente reflita seu estilo profissional, enfatize seu currículo e alimente sempre ele com informações.

4) PLANEJAMENTO FINANCEIRO

Seja como Pessoa Física ou Jurídica é muito importante que o Psicólogo tenha uma boa organização financeira. Segue uma lista de sugestões do que o Psicólogo precisa prever de despesas em seu planejamento financeiro:

  • Aluguel (se for o caso)

  • Condomínio

  • Limpeza semanal

  • Internet

  • Luz

  • Impostos mensais (Imposto de Renda, INSS, etc)

  • Material de escritório (papel, caneta, tinta impressora, etc)

  • Materiais diversos (lenços, água, copos descartáveis, papel higiênico, etc.)

  • Materiais Profissionais (livros, inventários, etc)

  • IPTU

  • Anuidade do CRP

  • Um valor fixo conforme a possibilidade para a poupança

  • Previdência Privada (sugestão)

  • Seguro Renda Protegida (sugestão)

Ter controle sobre o orçamento é um enorme desafio. Muitas pessoas acreditam que é muito difícil conseguir se planejar financeiramente - e não porque tenham renda insuficiente ou falta de interesse no assunto -, mas simplesmente porque não sabem como começar. Mas a questão é que sem planejamento financeiro é impossível chegar a algum objetivo que necessite de investimento.

Estas são sugestões baseadas em experiências pessoais, as diversas abordagens em psicologia e as diferentes ideias de como constituir um consultório abrem possibilidades para uma organização diferente desta apresentada. O importante é que o profissional respeite as questões éticas, teóricas, legais e que se sinta bem em seu espaço de trabalho.

Este artigo teve muitas visualizações e gerou tanto engajamento que da ideia dele surgiu o curso online GESTÃO DO CONSULTÓRIO PSICOLÓGICO. Nele aprofundamos todos os pontos abordados aqui. Confere lá!




Se você tiver mais alguma sugestão ou dica deixe nos comentários ali embaixo.

#renovarepsicologia #consultoriopsicologia #comomontarseuconsultório #terapiacognitiva

5,290 visualizações